Crédito Pronaf é pauta de reunião entre Bahiater e BNB no Litoral Sul 

Articular melhorias e desenvolvimento para a agricultura familiar, construir parcerias e minimizar os gargalos burocráticos encontrados nas instituições, visando dar oportunidade de crédito para este público, especialmente do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), foram temas abordados nesta quarta-feira (14), em reunião realizada na agência do Banco do Nordeste (BNB), no município de Ilhéus, Território de Identidade Litoral Sul, com representantes da Superintendência Baiana de Assistência Técnica e Extensão Rural (Bahiater), unidade da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR) e do BNB. 

Crédito Pronaf é pauta de reunião entre Bahiater e BNB no Litoral Sul 

A ação faz parte de uma sequência de atividades, organizadas pela equipe da Bahiater/SDR, que atua no Litoral Sul, em conjunto com as equipes das agências do BNB nos municípios de Itabuna, Ilhéus, Camacan. A estratégia envolve os 26 municípios do Litoral Sul da Bahia.  

Marcos Vinícios Souza, coordenador da Bahiater, no Litoral Sul, destacou o comprometimento dos profissionais das duas equipes envolvidas na ação e colocou a equipe da Bahiater/SDR à disposição, sinalizando que a instituição cumpre um importante papel na articulação institucional para o desenvolvimento da agricultura familiar:  "Compreendemos que só avançaremos unidos, pensando no nosso público prioritário, com objetivo, foco e compromisso, desenvolvendo com coragem um trabalho sério". 

Para Vilmar Silva, gerente geral do BNB, a reunião foi muito produtiva e promissora: "Temos a capacidade de atender 1.200 clientes por ano, no Agroamigo Crescer (Pronaf B) e 60 clientes do Agroamigo Mais (Pronaf V). Conseguir alcançar essa meta depende de todos". 

Jamerson Luís, gerente de Negócios Pronaf do BNB, destacou que existe disponibilidade para aplicação no ano em curso, de linhas de crédito para os agricultores familiares de Itacaré, Maraú, Una, Ilhéus e Uruçuca: "Para operações de crédito imediato, existe um aporte significativo em operações de até R$5 mil (DAP B) e até R$20 mil (DAP V)". O gerente sinalizou ainda que no Agroamigo Mais, para operações de até R$20 mil, a taxa de juros varia de 2,75% a 3% ao ano e no Agroamigo Crescer (Pronaf B), a taxa de juros é de 0,5% ao ano. Ele observou ainda que os clientes que aplicam o crédito corretamente e pagam no prazo recebem um bônus de adimplência de 25% em abatimento.  

Como desdobramento da atividade foi realizada também uma reunião virtual em que foi proposta a realização de uma ação direta em municípios como Itacaré. Está prevista, ainda esta semana, a realização de uma videoconferência para mobilizar representantes das secretarias de Agricultura, dos municípios na área de abrangência da agência BNB Ilhéus. 

Participaram também do encontro os técnicos da Bahiater/SDR, Welton Clarindo e Joel Gomes, e do BNB, Mariana Almeida, coordenadora do Agroamigo, José Moura e Jonas Costa, agentes de Microcrédito Rural. 

ImprimirPDF
Compartilhe: