Projetos de pesquisa da Bahiater são apresentados no XI Congresso Brasileiro de Agroecologia

Técnicos da Superintendência Baiana de Assistência Técnica e Extensão Rural (Bahiater), unidade da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), apresentaram trabalhos técnico-científicos durante o XI Congresso Brasileiro de Agroecologia (CBA), que este ano, realizado em Sergipe, traz o lema Ecologia de Saberes: Ciência, Cultura e Arte na Democratização dos Sistemas Agroalimentares.  O Congresso, que terminou nesta quinta-feira (07), aconteceu no Campus de São Cristóvão, da Universidade Federal de Sergipe (UFS).  

Os cinco projetos de pesquisa apresentados buscam ampliar os conhecimentos dos agricultores familiares e dos extensionistas sobre a produção agroecológica sustentável, são eles: Espécies vegetais com potenciais usos para a implantação de Sistemas Agroflorestais (SAF), em regiões de Caatinga; Introdução da variedade de batata doce biofortificada, na comercialização da feira livre de Cruz das Almas; Enfoque de ações agroecológicas continuadas para a construção do conhecimento agroecológico no Território de Identidade Irecê; e Conhecimentos de agricultores sobre agroecologia como fator de influência na redução das migrações populacionais no Território de Identidade Irecê.

Ana Cristina Souza, coordenadora técnica da Diretoria de Inovação e Sustentabilidade, da Bahiater/SDR, e uma das expositoras do projeto Espécies vegetais com potenciais usos para a implantação de Sistemas Agroflorestais (SAF) em regiões de Caatinga, destaca que a produção dos saberes impacta no fortalecimento da agricultura familiar: “Os trabalhos técnico-científicos apresentados pela Bahiater trazem inovações, principalmente, tecnologias sociais que aprimoraram o sistema de produção dos agricultores e das agricultoras familiares, por se tratarem de tecnologias simples, eficientes, de baixo custo e de amplo domínio público”.  

Equipe

Produção do conhecimento e Ater

Célia Tavares e Jorge Raimundo Silveira, engenheiros agrônomos da Bahiater/SDR, no âmbito do Serviço Territorial em Apoio à Agricultura Familiar (Setaf), Território de Identidade Recôncavo Baiano, com sede em Cruz das Almas, participaram do encontro apresentando a pesquisa Introdução da variedade de batata doce biofortificada na comercialização da feira livre de Cruz das Almas: “Nosso trabalho consistiu na multiplicação de ramas e sementes das batatas doces, distribuição e orientação técnica para os agricultores que hoje comercializam essa variedade de batata doce, conhecida na nossa região como batata cenoura. Ela tem dez vezes mais provitamina A que as batatas doces tradicionalmente comercializadas na feira livre de Cruz das Almas e dos municípios circunvizinhos, contribuindo para a melhoria da qualidade nutricional dos consumidores e das famílias dos agricultores familiares. Parece uma pequena intervenção, mas gerou resultados favoráveis para a comunidade, impactos na economia local e, aqui no congresso, foi acolhido nas mesas de discussão”, explicou Célia Tavares, co-autora do projeto.

A pesquisa Espécies vegetais com potenciais usos para implantação de Sistemas Agroflorestais (SAF) em regiões de Caatinga foi elaborada por Ana Cristina Souza, coordenadora técnica da Bahiater/SDR, em parceria com a engenheira ambiental da Bahiater/SDR, Luciana Souza, e os graduandos em Biologia, do Programa Partiu Estágio, Josan do Nascimento Souza e Jorge Oliveira dos Reis.

Josan do Nascimento Souza explicou que o SAF é um instrumento para a recuperação de áreas degradadas, no qual podem ser colocados em prática, os princípios da agroecologia: “Apresentamos o levantamento bibliográfico de 102 espécies de plantas com potencialidades a serem usadas em Sistemas Agroflorestais, ou similares, na região de Caatinga, bioma predominante do semiárido nordestino, dentre elas as melíferas, madeireiras, alimentícios, fibra, forrageira, oleaginosas, ornamentais e medicinais. Esperamos que as pessoas enxerguem que existe outro modelo de produção, que é possível fazer um agroecossistema mais biodiverso, mais completo, mais resiliente”.

Galeria
07/11/2019

Projetos de pesquisa da Bahiater são apresentados no XI Congresso Brasileiro de Agroecologia

Galeria de Fotos

ImprimirPDF
Compartilhe: