• Prêmio de boias práticas 2017
  • Programa de Estágio
  • Novs sedes e visturas reforçam segurança no Sudoeste

O Conselho

O Conselho Estadual de Desenvolvimento Rural Sustentável (CEDRS), órgão colegiado vinculado à Secretaria de Desenvolvimento Rural foi criado por meio do Decreto n⁰ 8.487, de 11 de abril de 2003 e tem como finalidade formular, articular e monitorar políticas, programas e projetos voltados para o desenvolvimento rural sustentável do Estado da Bahia, com foco na inclusão social e promoção da qualidade de vida das populações do campo.

O CEDRS realiza 4 reuniões ordinárias por ano e sua composição, atualmente, conta com a participação de 37 representações, sendo 14 ligadas ao poder público, entre Secretarias de Estado, instituições e órgãos federais e 23 representações da sociedade civil, entre movimentos sociais ligados à reforma agrária, agricultura familiar, direitos humanos, economia solidária e povos tradicionais. 

Integram a estrutura do CEDRS, 5 Câmaras Técnicas (Assistência Técnica e Extensão Rural, Crédito Fundiário, Crédito Rural, Agroecologia e Educação Ambiental e Habitação Rural) e 3 Comissões Estaduais (Perfis dos Empreendimentos Agroindustriais Familiares, Homologação dos Conselhos Municipais de Desenvolvimento Sustentável e Comercialização e Armazenamento da Agricultura Familiar), que tem a finalidade de assessorar o Conselho na formulação e monitoramento das políticas e programas desenvolvidas para o meio rural.

Nos últimos anos, o Conselho Estadual de Desenvolvimento Rural Sustentável, vem se firmando como um importante espaço colegiado, trazendo para o debate temas fundamentais para o desenvolvimento da Bahia Rural, como educação do campo, agroecologia e sustentabilidade, crédito, assistência técnica e extensão rural, acesso a água, segurança alimentar e nutricional, habitação rural, territorialidade, dentre outros. O desafio mais recente enfrentado pelo CEDRS é a construção de uma proposta de Lei Estadual de Agroecologia, que está sendo amplamente debatido entre as representações que trabalham com o tema no Estado.

Recomendar esta página via e-mail: