• Novs sedes e visturas reforçam segurança no Sudoeste
  • Edital de Mudas e Sementes

Agricultura Familiar

11/10/2017 18:10

Cápsula do tempo com desenhos e sonhos é plantada em quilombo

Sonhos, desejos, pedidos, promessas e alguns desenhos coloridos foram depositados por crianças numa cápsula do tempo plantada no Quilombo Pitanga dos Palmares/Caipora, município de Simões Filho, nesta quarta-feira (11), durante a primeira edição do projeto Meio Ambiente em diversas perspectivas realizado pela Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), por meio da Superintendência de Assistência Técnica e Extensão Rural (Bahiater).

Mais de 60 crianças da área urbana e rural, da Região Metropolitana de Salvador, com idades entre oito e 11 anos, estudantes do Colégio Reitor Miguel Calmon, Creche Escola Reverendo Rodrigo Silva Santana e do Centro Comunitário Nossa Esperança, participaram da atividade socioeducativa que culminou com o plantio da cápsula, que só será aberta em 2025, ano-meta do Brasil, no contexto do Acordo de Paris, para a redução das emissões de gases de efeito estufa.

O propósito da cápsula é refletir sobre como as ações do presente terão resultado no futuro e sobre que mundo queremos deixar para as próximas gerações. Jeovana Cardoso, estudante do Centro Comunitário Nossa Esperança, preferiu manter segredo do seu depósito na cápsula do tempo, mas disse que “o dia foi divertido, de aprendizado e descobertas”.

Integrante do Programa Primeiro Emprego, do Governo do Estado, com atuação na Bahiater/SDR, Nicole Santos ressaltou: “participei desde o início do planejamento dessa atividade e acompanhar de perto é interessante porque a agente sai do escritório, vivencia e entende melhor a agroecologia e o desenvolvimento rural dos povos para quem a gente trabalha, nesse caso aqui os quilombos”.

Sem conseguir esconder a felicidade em ver os alunos maravilhados com as atividades lúdicas do projeto Meio Ambiente em diversas perspectivas, Cherles Pereira, diretora da Escola Municipal de Simões filho, Reverendo Rodrigo Silva Santana, destacou: “foi uma atividade prazerosa e educativa, pois costumo dizer a eles que é quando saímos da escola e vamos para o campo, que conhecemos a realidade e aprendemos mais. Com certeza eles (estudantes) darão mais valor ao meio rural e à reciclagem do lixo”.

Ciranda Rural
Enquanto as crianças estavam envolvidas na produção do material a ser depositado da cápsula do tempo, seus pais participaram da oficina educativa do Projeto Ciranda Rural com a Ronda Maria da Penha. Eles puderam conhecer a iniciativa, que tem por objetivo garantir os direitos das agricultoras familiares, assentadas, quilombolas e marisqueiras, com ações preventivas e integradas de enfrentamento e combate à violência cometida contra as mulheres do campo.

A Ciranda Rural com a Ronda Maria da Penha é uma iniciativa da SDR, em parceria com as secretarias de Segurança Pública (SSP), de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi), de Políticas para Mulheres (SPM), da Agricultura, Pecuária, Irrigação, Pesca e Aquicultura (Seagri) e de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS). Serão realizadas 54 oficinas educativas, nos 27 Territórios de Identidade da Bahia e planeja-se alcançar mais de 3500 pessoas.

Homenagem:
Após o plantio de mudas fruteiras e da cápsula, houve também o plantio da muda de Pau Brasil, In memoriam, ao líder comunitário Flavio Gabriel Pacifico dos Santos, conhecido popularmente como Binho de Palmares que faleceu no mês passado.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.