• Novs sedes e visturas reforçam segurança no Sudoeste
  • Edital de Mudas e Sementes

Agricultura Familiar

05/09/2017 16:09

Política estadual para Movimento dos Atingidos por Barragens é tema de seminário

“O sertão vai virar mar, dá no coração o medo que algum dia o mar também vire sertão”, entoando a música Sobradinho, dos compositores Sá e Guarabira, representantes do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) realizaram uma mística de abertura do Seminário sobre a criação da Política Estadual de Direitos dos Atingidos do Estado da Bahia, que acontece nesta terça-feira (05) e quarta-feira (06), no Centro de Formação da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), em Salvador.

O seminário tem o objetivo de iniciar um diálogo entre o MAB e Governo do Estado sobre a criação de uma política estadual que reconheça e garanta os direitos das populações atingidas por grandes empreendimentos, por meio de um Projeto de Lei que dê seguridade a essas comunidades e ao próprio Estado.

O secretário da SDR, Jerônimo Rodrigues, participou da abertura do evento e afirmou que essa será uma construção conjunta: “Este é um tema que ainda é pouco debatido com a sociedade. A realização de um seminário como esse dá mais visibilidade a esse movimento, ofertando melhores condições. Nós da SDR queremos ver um rural dinâmico, desenvolvido, sustentável e a gente se anima em participar, de certo modo, desse debate, onde é visível a sensibilidade da nossa equipe, do secretariado e do governador Rui Costa, em enxergar, respeitar e dialogar com o movimento, que chega com a pauta organizada e com clareza do que precisa discutir com o governo”.

De acordo com o coordenador nacional do MAB, Moisés Borges, a realização do evento possibilita que o Governo do Estado, por meio da SDR, conheça melhor a vida dos atingidos por barragens, não só da Bahia, mas do Brasil, na perspectiva de uma proposição de constituição de uma politica estadual de direitos dos atingidos por barragens: “A SDR é fundamental nessa discussão. A maior parte dos atingidos na Bahia são comunidades rurais, tradicionais, camponeses, indígenas e quilombolas e a Bahia tem a maior população rural do Brasil. Então, a construção de barragens, hoje, no estado, tem a maior parte de atingidos no interior. Envolver a SDR é pensar nessa política e ao mesmo tempo em políticas públicas que melhorem a condição de vida dessas famílias. É uma relação direta que envolve a SDR, uma grande parceira nessa construção”.

Também estiveram presentes o chefe de gabinete da SDR, Jeandro Ribeiro, o assessor especial da SDR, Anselmo Souza, a gestora da Superintendência Baiana de Assistência Técnica e Extensão Rural, Célia Watanabe, de Políticas Territoriais e Reforma Agrária (Sutrag), Fernanda Silva, representantes de universidade, mandados de parlamentares, ministério público e sindicatos.

O MAB

O Movimento dos Atingidos por Barragens – MAB é um movimento nacional de caráter popular composto por famílias atingidas direta ou indiretamente por barragens. Um dos objetivos do movimento é organizar as pessoas na luta pelos seus direitos, entendendo a água e a energia como bens essenciais ao ser humano e, por isso, bens públicos.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.