• Prêmio de boias práticas 2017
  • Novs sedes e visturas reforçam segurança no Sudoeste
  • Banner Recadastramento do Servidor

CDA

11/08/2017 17:08

Agricultores familiares da Chapada Diamantina são beneficiados com georreferenciamento de terras

Agricultores familiares do Território da Chapada Diamantina estão recebendo a visita de técnicos do Projeto de Regularização Fundiária, para realizar o georreferenciamento das propriedades rurais que não possuem o título de terra. O projeto é executado por meio de convênio entre a Coordenação de Desenvolvimento Agrário (CDA), unidade da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), e o Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Sustentável Chapada Forte. A ação integra o Projeto Bahia Mais Forte, Terra Legal que tem o objetivo de solucionar a demanda da regularização fundiária nos municípios baianos.

Júlio Ferreira dos Santos, agricultor familiar da comunidade da Lagoa da Piranha, no município de Andaraí, não escondeu o entusiasmo ao receber a visita da equipe técnica, que estava acompanhada da coordenadora executiva da CDA, Renata Rossi, e do coordenador de Ação Fundiária, Victor Fernandes: “A maioria dos moradores daqui só tem o recibo de compra e venda. Ver nossa terra ser medida é a certeza que teremos em breve o título de posse. Conseguiremos melhorar nossa propriedade, conseguindo empréstimo no banco, dar um futuro melhor para nossos filhos” disse emocionado.

Laís Moraes, coordenadora da equipe de campo do Projeto de Regularização Fundiária, explicou que por meio do convênio serão contempladas 4 mil famílias de agricultores familiares, de 14 municípios, do Território da Chapada Diamantina. Ela falou sobre esta etapa do projeto: “Hoje, estamos levantando a marcação correta da área, uma importante etapa para a conclusão do processo que viabilizará a emissão do título. Breve, com o título em mãos, os agricultores familiares terão acesso para benefícios sociais incalculáveis, por exemplo, o acesso ao crédito para melhorar sua produção e gerar renda para o território, além do resgate da sua autoestima”.

A coordenadora executiva da CDA, Renata Rossi, reforçou a importância da parceria: “Acompanhamos de perto o trabalho realizado pela parceria entre governo do estado e Consórcio Chapada Forte e pudemos constatar a perspectiva de sucesso na execução do projeto Bahia Mais Forte Terra Legal aqui no território. É gratificante também sentir a emoção das famílias com a chegada do projeto o que aumenta ainda mais a nossa responsabilidade com o sonho do título da terra”.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.