• Novs sedes e visturas reforçam segurança no Sudoeste
  • Edital de Mudas e Sementes

Agricultura Familiar

14/07/2017 16:07

Cadeia Produtiva do Cacau serve de atrativo turístico em Itacaré

Nesta sexta-feira (14) os Chefes de Cozinha, Técnicos da Companhia de Ação e Desenvolvimento Regional (CAR), empresa vinculada a Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR) e jornalistas que estão realizando a cobertura do evento gastronômico, IV Festival Sabores de Itacaré, visitaram a fazenda Vila Rosa – Cacau e Cultura. Um espaço que utiliza o cadeia produtiva do cacau como atrativo turístico, demonstrando desde o cultivo da semente do Cacau até o beneficiamento final, transformando o fruto em chocolate.

“Esta iniciativa de turismo rural é algo novo na região da Bahia, muito comum no sul do Brasil. A Fazenda Vila Rosa é importante, pois resgata a historia da cultura cacaueira e produção do chocolate, além da preservação ambiental, pois para cultivar o cacau não é necessário promover desmatamento”, pontuou Fernando Cabral, coordenador do Bahia Produtiva, projeto executado pela CAR/SDR.

Dono da Fazenda desde 2004, o americano Alan Slesinger, comentou que “ o município de Itacaré não pode ser vendido como uma banda de uma nota só, aqui além das praias tem as riquezas naturais, o turismo gourmet, as cachoeiras e a produção de chocolate”. Segundo ele, o potencial produtivo da agricultura familiar precisa ser melhor aproveitado para geração de emprego e renda aos produtores rurais do Território Litoral Sul.

A Chefe de Cozinha especializada em confeitaria, Lisiane Arouca, destacou que conhecer a Fazenda Vila Rosa “foi interessante, pois enquanto confeiteira utilizo muito o chocolate no meu trabalho. Foi uma visita a um lugar que tem um contexto histórico, além de proporcionar um entendimento e aprendizado sobre a qualidade da amêndoa produzida nessa região e resulta numa produção de chocolates de excelência”.

Festival - Esta agenda integrou a programação do IV Festival de Sabores de Itacaré que acontece no município de Itacaré, até o dia 23 de julho e conta com o apoio do Governo da Bahia por meio da CAR, SDR e a Fundação Luís Eduardo Magalhães (FLEM).




Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.